Please enable JS

Blog

Inbound marketing para e-commerce: será que funciona?

Inbound marketing para e-commerce: será que funciona?

18 de novembro de 2021 / Marketing / por Comunicação Krypton BPO

Em 2019, a pesquisa “Perfil do E-commerce no Brasil” realizada pelo PayPal, identificou a existência de 930.000 e-commerces em operação, após a pandemia esse número cresceu significativamente. Se antes a dificuldade era levar a empresa para o digital, agora, o grande desafio dos e-commerces é acompanhar as mudanças no comportamento de compra e atrair a atenção dos consumidores.

O Inbound Commerce utiliza técnicas de Inbound Marketing, como automação e criação de conteúdo, para atrair leads qualificados e clientes para sua loja virtual, mas você pode estar se perguntando: mas será que funciona? Confira neste artigo:

  • o que é Inbound Commerce?;
  • será que o Inbound Commerce funciona?;
  • saiba quem é o grande público;
  • entenda um  pouco mais sobre como os públicos convertem;
  • ofereça cupons de desconto no momento certo;
  • comece pela base do seu e-commerce;
  • atente-se ao e-commerce B2B.

O que é Inbound Commerce?

Você já deve estar familiarizado com o termo “Inbound Marketing”, ou marketing de atração, uma forma de marketing que consiste em atrair clientes por meio do fornecimento de conteúdo que entrega valor a eles. Ou seja, que entrega informações úteis e valiosas segundo seus interesses.

O Inbound Commerce funciona da mesma forma, utilizando as técnicas de Inbound Marketing direcionadas ao comércio eletrônico. Quando utilizamos esta estratégia, é possível atingir pessoas que estão no momento de compra e pessoas que ainda nem sabem que precisam do seu produto ou serviço.

Através da geração de conteúdo de valor conseguimos atrair leads qualificados, que podem vir a consumir futuramente, mas que estão apenas procurando informações no momento. O grande diferencial desta técnica é, exatamente, aquilo que falamos na introdução: você acompanha as mudanças de comportamento e atrai a atenção do potencial cliente.

Será que o Inbound Commerce funciona?

A resposta para essa pergunta é: sim! O Inbound Commerce funciona, temos diversos cases de sucesso aqui na Mestre dos nossos clientes que, com a aplicação das estratégias de Inbound, tiveram resultados incríveis.

Um dos exemplos é o case da Inca Aromas, que atingiu seu recorde de vendas em apenas seis meses de projeto. As ações de Inbound aplicadas elevaram o número de visitas no site da empresa em 390%, com a geração de conteúdos assertivos, criação de fluxos de nutrição e entendimento da persona, os resultados estão em constante evolução até hoje.

Então, sim! O Inbound Commerce funciona, mas para você alcançar excelentes resultados com e-commerce usando esta estratégia é preciso seguir alguns passos. Nosso CEO, Fábio Ricotta, preparou algumas dicas importantes:

Saiba quem é o grande público do e-commerce

Em todos os projetos que iniciamos aqui na Mestre, o primeiro passo é a criação das personas do negócio, para conhecermos o público alvo e, a partir disso, concentrar nossos esforços em atrair pessoas que estejam alinhadas com o perfil traçado. Dessa forma, conseguimos transformá-los em leads com os nossos conteúdos exclusivos.

Entenda um pouco mais sobre como os públicos convertem

Quando temos mais de uma persona, podemos descobrir como cada uma delas se relaciona com a loja virtual até o momento da conversão. Por exemplo, um e-commerce que vende artigos para bebês e crianças tem dois públicos: o de gestantes e o de mães experientes.

Uma gestante consome conteúdos e precisa de produtos específicos para preparar a vinda do bebê. Uma mulher que já é mãe há algum tempo, provavelmente, não vai consumir os mesmos conteúdos que uma gestante, no entanto, elas podem estar procurando pelos mesmos produtos, como roupas, fraldas e outros artigos.

Ao mapear o estágio de vida da criança, você pode disponibilizar conteúdos assertivos e produtos que a mãe de fato precise e queira comprar e, para começar, basta criar alguns fluxos de nutrição. Com essa ferramenta operando de forma correta, você terá uma “máquina” de geração constante de leads, entregando conteúdos e ofertas no momento adequado para cada persona.

Ofereça cupons de desconto no momento certo

Os descontos sempre são atrativos, mas disponibilizá-los sem nenhum cuidado é desperdiçar esse grande trunfo.

Você pode até dispor de vários cupons de desconto, mas analise a navegação do consumidor e disponibilize cada um deles assertivamente, oferecendo o desconto para aqueles produtos e categorias específicas que o visitante já tenha demonstrado interesse.

Com Inbound Marketing você consegue desenhar estratégias de nutrição com os produtos que a pessoa já adicionou ao carrinho ou salvou como “Favorito”, logo, produtos que ele demonstrou uma disposição maior para a compra.

Comece pela base do seu e-commerce

Se você já tem uma operação há alguns anos, você possui um prato cheio de oportunidades, mesmo que nunca tenha trabalhado com Inbound Marketing. A base de clientes que você já possui, além de ser uma excelente fonte de dados para criação da persona, é também uma ótima oportunidade para começar a praticar suas ações de Inbound.

As chances de alguém da sua base consumir novamente são muito maiores – e requer menos esforços – do que atrair novos clientes. Segmente esses clientes, entenda o que e como eles compraram e ofereça o upsell, ou seja, faça esse cliente comprar mais.

Atente-se ao E-commerce B2B

Muitas vezes as nossas estratégias ficam limitadas apenas para o varejo e o público final. Mas será que o seu produto não tem abertura para o atacado ou os revendedores?

O comércio eletrônico B2B apresenta um ciclo de compra mais longo, uma vez que as compras por impulso são quase inexistentes neste meio. No entanto, ao aplicar estratégias de Inbound nesse processo, você consegue atrair leads mais qualificados e acompanhá-los no processo de compra, além de gerar maior autoridade no setor.

Os revendedores podem representar uma menor incidência de compra, mas o ticket médio e o volume de compra compensam os esforços. Vale a pena oferecer vantagens exclusivas, além de fazer estratégias certeiras com conteúdos exclusivos para esse público, além de anúncios certeiros.

Fonte: Agência Mestre

Posts relacionados

Chatbot só não é bom para clientes estressados; maioria prefere misto entre máquina e humanos

6 de dezembro de 2021 / Marketing / por Comunicação Krypton BPO

“Negócios Próximos”: conheça o novo recurso do WhatsApp

3 de dezembro de 2021 / Marketing / por Comunicação Krypton BPO

“Por que meu blog não aparece no Google?” Descubra agora!

1 de dezembro de 2021 / Marketing / por Comunicação Krypton BPO

O que é growth marketing?

30 de novembro de 2021 / Marketing / por Comunicação Krypton BPO

Conheça 3 tendências de vídeos para o Instagram

29 de novembro de 2021 / Marketing / por Comunicação Krypton BPO

Reels pode ajudar marcas de e-commerce a vender mais!

25 de novembro de 2021 / Marketing / por Comunicação Krypton BPO

abc