Please enable JS

Blog

Como proteger a segurança doméstica

26 de março de 2024 / Tecnologia / por Comunicação Krypton BPO

As empresas de segurança oferecem tecnologias inteligentes, principalmente câmeras, para proteger a casa contra roubos, incêndios e outros incidentes. Mas que tal proteger esses sistemas de segurança contra intrusos? É o que faremos para preencher essa lacuna

Recentemente, o departamento de polícia de Edina (Minneapolis, EUA) emitiu um aviso impressionante aos moradores: após a investigação de nove roubos de apartamentos, a polícia concluiu que os ladrões estavam interferindo na conexão Wi-Fi dos apartamentos. Eles fizeram isso para impedir que as câmeras de vigilância inteligente da residência alertassem os proprietários sobre o perigo e não transmitissem o vídeo para eles. Um roubo tecnologicamente avançado é realmente possível? É. Existem outras maneiras de atacar os sistemas de segurança de casas inteligentes? Com certeza. O que pode ser feito para impedir isso? Ótima pergunta. Vamos descobrir juntos!

Defensores indefesos

Os dispositivos de proteção, sejam eles cadeados, câmeras, alarmes ou qualquer outra coisa, devem, em teoria, ser completamente seguros contra qualquer tipo de ação hostil. Afinal, eles podem ser intencionalmente escolhidos como alvos de invasores! Infelizmente, na prática, os fabricantes nem sempre são prudentes. Eles cometem vários erros: em fechaduras inteligentes, a parte mecânica geralmente não é confiável o suficiente; em câmeras, os vídeos são transmitidos abertamente, permitindo que pessoas não autorizadas os visualizem ou até interfiram neles. E em alarmes, os canais de controle são mal protegidos. Essas são mais algumas das vulnerabilidades de casa inteligente sobre as quais já escrevemos anteriormente.

O mais preocupante é que muitos desses dispositivos são vulneráveis a dois ataques realmente simples: interrupção de energia e interrupção de comunicação.

A Wi-Fi doméstica pode ser interrompida de várias maneiras: desde a interferência grosseira em toda a faixa de frequência de ondas de rádio, até ataques mais especializados em uma rede específica ou cliente Wi-Fi. Existem outras maneiras além de mexer com ondas de rádio também. A Internet em uma casa geralmente é conectada por meio de um dos quatro cabos facilmente reconhecíveis: fibra óptica, telefone, par trançado (Ethernet) ou coaxial para conexão de TV. É possível interromper a conexão de forma confiável simplesmente cortando esses cabos.

Se todo o sistema de segurança depender da rede elétrica, e se não houver fontes de backup, o simples fato de cortar a energia do apartamento pode facilmente eliminar a proteção inteligente.

Aperfeiçoamento do desempenho da proteção

A maioria dos problemas descritos acima pode ser solucionada. Como acontece com qualquer medida de segurança, nenhuma das soluções abaixo garante 100% de proteção, mas reduzirá significativamente a probabilidade de um roubo.

Escolha o equipamento certo. Todas as questões mencionadas acima devem ser consideradas antes da aquisição de um sistema de segurança. Dessa forma, será possível formular os requisitos adicionais para o equipamento:

  • uma fonte de alimentação autônoma;
  • a capacidade de transmitir as informações sem Wi-Fi;
  • um nível adequado de proteção mecânica;
  • a conformidade do fabricante com altos padrões de cibersegurança.

Os dois primeiros requisitos são perfeitamente combinados nas câmeras que operam com o uso da tecnologia Power over Ethernet (PoE). Tanto os dados quanto a energia passam por um único cabo. Será necessário comprar apenas um roteador/hub Ethernet habilitado para PoE ou um conversor PoE separado e conectá-lo na rede elétrica com o uso de uma fonte de alimentação ininterrupta (UPS). Isso tornará a Internet restrita ao domicílio, a funcionalidade das câmeras, sensores e sua conexão com o roteador resistente a quedas de energia e interferência de Wi-Fi.

Se não for adequado ter cabos Ethernet em sua casa, considere usar câmeras com fonte de alimentação autônoma (baterias) ou, pelo menos, câmeras conectadas por meio de um carregador portátil de boa capacidade. Isso protegeria o equipamento contra as quedas de energia, mas o problema de invasores interferirem na rede Wi-Fi permaneceria. Para se proteger contra isso, é possível escolher dispositivos que operam em 3G/4G/5G. Vale a pena notar que, geralmente, eles são projetados para casas em vez de apartamentos, então eles podem ter recursos “externos”: caixa à prova d’água, iluminação IR de longo alcance e assim por diante.

Muitas câmeras têm a capacidade de gravar em um cartão SD, mas isso não ajuda muito na resposta rápida a um incidente.

Um nível suficiente de segurança mecânica não só é importante principalmente para fechaduras, mas também para câmeras, campainhas e sensores, que são diretamente acessíveis pelos intrusos. O nível de segurança é difícil de avaliar antes da compra, mas é possível pesquisar na Internet pelos testes de resistência a roubo e vandalismo, assim como as avaliações de clientes.

Avaliar o nível de cibersegurança de uma câmera ou campainha específica também não é fácil: seria necessário estudar cuidadosamente o site do fabricante e sua reputação em termos de suporte técnico e lançamento de atualizações. Já demos algumas dicas úteis sobre esse tópico anteriormente.

Implemente uma “redundância”. Mesmo que um equipamento já tenha sido comprado, algumas medidas adicionais ajudariam a melhorar a segurança doméstica. É altamente recomendável ter um canal de Internet de backup ou uma rede redundante. Dependendo da situação, o canal de backup pode ser iniciado por meio de um modem 4G ou por meio do uso de uma segunda conexão com fio e um segundo roteador. A principal dificuldade é configurar o roteador e o restante do equipamento para que a conexão mude automaticamente para o canal de backup quando o canal principal for desativado. Em alguns roteadores, isso não é difícil, a função é chamada canal de backup, enquanto em outros é impossível. Obviamente, ambos os roteadores (se houver dois) precisariam da energia de um nobreak. Se ainda não tiver energia ininterrupta, é hora de providenciar.

Se for difícil fornecer uma rede redundante para o canal da Internet e comutação automática com o roteador, como uma alternativa relativamente simples, é possível instalar uma câmera redundante: uma que funcionaria no canal principal de Internet e outra no canal de backup.

Fonte: Blog Kaspersky

Posts relacionados

Meta lança assistente de IA no WhatsApp, Instagram, Facebook e Messenger

19 de abril de 2024 / Tecnologia / por Comunicação Krypton BPO

Google Drive recebe modo escuro oficialmente na web; saiba como ativar

18 de abril de 2024 / Tecnologia / por Comunicação Krypton BPO

YouTube age contra apps de celular que cortam anúncios

17 de abril de 2024 / Tecnologia / por Comunicação Krypton BPO

IA começa a ser usada para corrigir provas de alunos

16 de abril de 2024 / Tecnologia / por Comunicação Krypton BPO

Brasileiros passam pelo menos um quarto do dia no celular

15 de abril de 2024 / Tecnologia / por Comunicação Krypton BPO

Programa Celular Seguro recebe atualização que simplifica o cadastro de telefones roubados

11 de abril de 2024 / Tecnologia / por Comunicação Krypton BPO

abc